Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CONTO DE UMA BBW



Eu sou gordinha, e adoro sexo.

Como a maioria das pessoas acreditam, sou uma fofinha fogosa. Adoro o ato do sexo, tudo que se relaciona a ele, e transar com meu namorado é uma loucura, ainda mais porque ficamos longos períodos distantes, e quando nos vemos, a sensação que eu tenho é que não quero parar nunca de dar pra ele. A grande verdade é que ele andou me acostumando mal, e tenho ficado cada vez mais tarada por ele.

Ele curte as fofas, adora meu tamanho, minha maciez, a maciez das minhas partes, o cheiro do meu sexo.

Da última vez que nos encontramos não nos víamos há mais de uma semana. Eu me preparei pra ele, deixei minha xaninha toda depiladinha e bem macia, rosadinha. Coloquei um fio dental bem provocante, que deixou a mostra minha bundona grande, branquinha e macia.

O fio dental era apenas um fio mesmo, entrando e saindo do meio das minhas carnes.

Quando o vi, logo minha xaninha começou a ficar molhada, e quando o beijei e senti seu gosto, nossa, meu grilinho até piscava. Queria ser fodida de todas as maneiras.

Virei as costas pra ele, e comecei, levemente, a esfregar minha bunda no cacete dele, que já estava duro. Deixei que ele sentisse com o cacete o tamanho da minha bunda, deixei que ele passasse a mão e visse o presentinho que aguardava por ele.

Continuamos a nos esfregar e nos sentir, nossas bocas já não se desgrudavam, e os olhares já ficaram transtornados pelo desejo. Ele me apertava bem gostoso, apertava minhas gordurinhas, me mordia, deixando marcas em todas as partes do meu corpo, nos seios, nos braços... Todos os lugares.

Ele começou a apertar meus seios rosados e macios, e, abaixando minha blusa e meu soutien, mordia deliciosamente neles, dando a impressão de que arrancaria os biquinhos rosados dos meus seios, biquinhos que já estavam grandes, pelas mordidas e pelas chupadas daquela boca deliciosa.

Fomos nos despindo, até ficarmos quase nus, pela exceção da minha calcinha preta, que contrastava com minha pele, e deixava a impressão de que minha bunda é ainda maior.

Eu abaixei minha cabeça, e comecei a chupar com vontade o cacete duro dele, enorme. Queria engolir tudo, e colocava o pau duro dentro da boca, quase tudinho, quase engolindo o pau, que ia até minha garganta, dando-me uma sensação gostosa de engolir o cacete. Minha garganta doía com aquele pau duro metendo pra valer na minha boca, chegando até minha garganta gulosa.

Até quando ele veio chupar minha xaninha... Nossa, que delícia, enlouqueci, queria gozar ali mesmo, naquela boca quente, que invadia minha bucetinha quente e molhada de um jeito muito safado.

Estávamos os dois já ofegantes de desejo, de tesão, quando virei de quatro pra ele, e ele encostou o cacete na minha buceta. Eu estremeci de vontade, louca pra que ele metesse tudo, me deixasse arrombadinha com aquele pau maravilhoso, enfiasse tudo, até o talo, na minha buceta.

Ele foi enfiando o pau, arrombando minha bucetinha fofinha, até chegar no fundo, metendo até o talo... Gemi de tesão, sentindo aquele pauzão enchendo minha buceta molhada.

Minha bundona estava toda aberta pra ele, meu cuzinho gostoso... Ele começou a encostar o dedo no meu rabo, bolinando meu cú que começou a piscar querendo pau também. Ele, enquanto metia na buceta, coloca um dedinho, dois dedinhos... Alargando meu rabo pra ganhar pau.

Ele enfiava o cacete duro na minha buceta e o dedo em meu rabo, bem gostoso, alargando o buraquinho, deixando-o molhado pra receber o cacete.

Nossa... Quando ele encostou aquele pauzão no meu rabo, e começou a encher minha bunda de pau, eu estremeci de dor e de tesão... Fiquei mole, gritava... Eu chorava de tesão e de dor, rebolando no cacete duro, que começou a comer minha bunda pra valer, enquanto ele falava que queria me fuder de todas as maneiras.

Meteu bem gostoso no meu rabo, depois meteu de novo na minha buceta, segurando na minha bunda, fazendo com que o pau fosse cada vez mais fundo na buceta, cada vez mais fundo no meu cuzinho.

Ele apertava minhas carnes, segurava em mim de uma maneira que me deixava cada vez mais louca, até que eu gritava, de tanto tesão, e vontade de gozar naquele cacete maravilhoso.

Foi quando ele me pediu que sentasse nele... Putz, eu sentei naquele, querendo mais e mais, montei nele com a bucetinha molhada, bem molhada, fazendo com que ele fosse bem no fundo da buceta, encontrasse o fundo da buceta, depois colocava o pau no meu rabo, apertava ele com meu cú, desejando sentir a pulsação da porra dentro de mim.

Eu pedi pra que ele gozasse dentro de mim, enchesse minha buceta de porra... Ele tbm já tava louco pra dar aquela gozada.... Foi quando senti o pau aumentar e dar aquela pulsada, seguida de pulsadas menores, enchendo minha bucetinha de porra quente, na mesma hora que eu gozava de tesão naquele pau duro...

Nossa, transa mto alucinante, dá mto tesão de lembrar....



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico ele quis ser corno e eu providencieitouro estrupado uma. gostosa e ela fica muito esitadacontos eroticos patricinha caminhoneirosgang bang sobrinhascontos eróticos comeram minha bunda virgem na escolacoroa engole porra contoscondos eeoticosContos eroticos casal certinho e travest roludocontos eróticos mulher vai ate afazenda trepar com capatazcontos eroticos de comedores gozando dentro da esposamulher pois o marido a xupae o travesteconto erotico jogando game com o garotinhocontos negao na praia de nudismocontos erotico garoto do um copo cheio de porra do irmao gay conto comendo de malharvideornpossconto incesto cunhadahomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.MULEKAO METENDO A ROLA EM UMA NEGONA COROA DENTRO DO CARROpatroa dando a buceta pro vendedor ambulante contos eroticoscontos eróticos de gay Fui Comido pelo meu colega de trabalhoarromba esse cu contosuma semana de pescaria,contos eroticoscontoseróticos, chantageadacontos eroticos gay meu tio de dezessete anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos casada vai a festa de faculdade e se da malsequestro e muitas lambidas no greloContos eroticos gay estuprado pelo paicontos de coroa com novinhocontos eroticos o negao me estuprouContos eróticos fogososbacanal eu meu marido e seu amigo comtoseconto erotiico com velho preto do pau montroconto pai por favor mim enxugavoyeur de esposa conto eroticovidios novinhas dos mamilps diros pontudosconto erotico homem andando fay de cueca pela.casabotamos pra fuder contosPorno gay conto erotico riquinho submissocontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhocasadas baxias di calsias na zoofiliacontos gay cheirando a pirocaconto erótico na praia com a família da esposaconto erotico irmão machoElas quizeram isso contoscontos porno sou putinha pra minha mae no puteiro da familiacontos de coroa com novinhocontos me fuderam atraves de chantagenscontos eróticos de un gordo virgemconto erótico com professora de filosofiapuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestocontos de coroa com novinhoa buceta da jega contoscasei a força contosprofessor e aluna contosgabriel o hetero proibido conto eroticos gaycomto um cu por comidaeu conto cunhada casada foi acordar o cunhado de manhã em joelho redondocontos eroticos de pai que mora com filha casadatrepando pau sua p*** prepara para o sábadocontos reais punheta gozadascontos eroticos sendo comida por um cachorro e um homemcontos gay educação fisicacontos erotico banho quintalcoloco sobrinha no colo contoContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhTravessa gostosa lavando a b***** em casa com cama escondidaConto erotico mendiga peituda 60 anosgosto d sentir meu pai dentro d me. conto eróticoContos o melhor amigo do meu namorado safado