Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PEGUEI A CASA CAMISINHA USADA DO MEU AMIGO

Meu nome Junior, tenho 19 anos e moro em Valinhos interior de São Paulo.

Tudo que vou contar aqui aconteceu recentemente (julho-2011).

No começo não curtia nem falar de gay, meu lance era chupar e meter numa bucetinha. Meu amigo e vizinho Caio tem 19 anos, cadete do exercito, um boy moreno boa pinta, bonito mesmo, e, pegador de meninas.

Porém um dia cheguei do serviço por volta de umas 23 horas da noite e vi o Caio lá no fundo do quintal dele, atrás do muro, e, ele tava metendo a benga numa garota. Fiquei olhando da janela da cozinha com a luz apagada, sá por curiosidade, e, foi por curiosidade que depois que eles saíram de lá, eu fui até atrás do muro onde ele tava metendo na guria, chegando lá achei uma camisinha extra grande cheia de leite do moleque, aquilo me deu tesão, e, nem sei porque peguei a camisinha e levei para o meu quarto e acabei por socar uma punheta vendo e cheirando o liquido do meu amigo que estava naquela camisinha que pelo tamanho denunciava que o Caio deveria ter um pau bem grande.

No dia seguinte, de novo, lá fui eu novamente pegar a camisinha cheia com o leite do Caio, e, a coisa foi rolando, e, dia sim e dia não o Caio traçava a guria atrás do muro, e, ela levava a jeba e eu ficava com o produto do prazer do meu amigo.

Porém meu tesão foi aumentando e comecei além de cheirar, derramar o esperma da camisinha do Caio na minha mão e lamber, algo que sabia que era errado, me sentia mal e confuso depois de gozar, mas, o tesão e o cheiro do esperma do Caio me enlouquecia.

Comecei a observar melhor meu amigo, além de ser um cara boa pinta é também muito gostoso, eu nem tocava no assunto com ele , com medo que ele descobrisse que eu via suas transas escondido e que também pegava as camisinhas depois que ele esguichava depois de meter o ferro na safadinha.

Porém, na ultima semana de Julho, cheguei como de costume e vi que ele tava lá metendo a vara na menina, esperei e quando eles saíram fui lá para pegar a camisinha, sá não esperava que por algum motivo ele retornasse, e, foi o que ocorreu, passado alguns minutos, fui lá pegar a camisinha, e botei o pau pra fora lá mesmo atrás do muro e comecei a bater uma punheta enquanto derramava o esperma da camisinha na minha boca, quando ouvi, “ SE SOUBESSE QUE VOCE GOSTAVA JÁ TINHA TE DADO A MUITO TEMPO” virei e vi que era o Caio, quase tive um enfarto, sem falar a vergonha, fiquei mudo, mas ele veio e chegou perto e me disse, se quiser ainda deve ter um pouco aqui, e apertou o pau sobre a bermuda.

Falei que nunca tinha feito aquilo, tentei argumentar, e ele disse “fica de boa, não conto pra ninguém, não imaginava que curtia, mas, se tiver afim eu deixo você chupar meu pau”, não sabia o que dizer, embora bebesse o esperma do Caio, jamais havia nem sequer pego em um pau de outro rapaz, mas, o medo passou e o tesão aumentou, e mandei ele por o pau pra fora, quase enfartei de novo, o cacete do Caio alem de grande é bem grosso, tem um saco grande e umas bolas bem grandes, acredito ser este o motivo de ter tanto leite nas camisinhas dele.

Ele disse vem chupar, sem falar nada, me ajoelhei e peguei o pau dele na mão, um pau imenso, quente, e latejava, botei na boca, pela primeira vez, tive até um pouco de ancia, mas chupei pra cacete, enquanto mamava aquele moleque tesudo, enchia minhas mãos com as bolas dele, chupei tanto que fiquei com o maxilar dolorido, e, depois de alguns minutos vi que o Caio estava ofegante, percebi que o momento sublime se aproximava, o momento em que aquele leite que tanto bebi das camisinhas, agora viria direto da fonte, e pau latejou, senti a uretra pulsando enquanto segurava a base do pau, e, senti o liquido morno, viscoso e meio acido inundar minha boca, bebi tudo, ainda passei o dedo na uretra para trazer o resto de esperma, minha língua ficou até adormecida pelo efeito forte da porra dele...

Hoje, ele não transa mais com a guria, acho que ele se cansou dela, quem vai atrás do muro agora sou eu, jamais dei, nem curto a idéia, mas, quase toda noite sá vou dormir depois de mamar e beber muito leite...

Outro dia cedo antes dele sair, ele passou na minha casa, como saio cedo também estava acordado e o atendi, ele tirou uma camisinha do bolso cheia de esperma e disse, toma, bati uma agora, a noite te dou mais e saiu vestido em seu uniforme do exercito...

Sinceramente espero que isso não acabe tão cedo.....

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


dei com muito amor conto separacaoContos eroticos Colega gostosa bundadaminha mulher para transar logo Ricardo que eu quero vercontos eroticos sou uma mulher coroa e adoro tira a virgindade das mulecadasubmisso conto gaycontoseroticos abc de f... professor de artes marciais me fudeu contos gaycontos eroticos transex operadaConto de sexo com uma cadela lesbicatrai meu marido bebado com seu amigo bebado na sala contosas pregas da tia foi pro saco contosconto erotico jurava que nunca daria o cucunhada carentemeu comedor dotado contosAdoro usar shortinho feminino e calcinha fio dental afeminado contosmeu irmão tava triste conto eroticobucetao prenchido por picacontos boquinha da tiaconto erotico comi minha mulher menstruadaconto erotico apostcontos eroticos meu irmãocontos brincadeira de sabonete na piscinatravesti gemendo a ponta da pistolamulheres enfiando desodorante pontudacalcinhas usadas da minha tia contosCaso canto erotico pau grossoContos eróticos mae do meu amigoMinha mae e minha irma se chuparam contosconto erotico o dia q eu prende minha namorada na cama 1conto guei fingi dormi emeu primo enfiou o pau na minha bocafode com o noivo da minha amiga, contos eroticoscontos eroticos o porteiroEu contratei uma garota pra ela ser meu presente de casamento eu e ela e meu marido fomos pra lancha conto eroticocontos erótico proibido na net chatagiei a sobrinhaConto erótico Viagem com minha mãe parte 2 Okinawa.ufa.rucache:6FK7RI0T9TcJ:okinawa-ufa.ru/m/conto_476_eu-e-2-travestis.html mulher sendo brexada em um banho demorado pornoPorno contos familias incestuosas orgias tradicionaiscontos gays/sendo chantageado e levando ferro a forçacontos eróticosprimoscontos eróticos​, praia de nudismocontos eróticos lésbicas socosContos eroticos esposo e esposa em viagem cm fotosNifetas d calcinhas visando e gostandopassou a pamadinha e epurrou no cu da esposaContos eroticos .eu usava uma sortinho indescente contos de irmaos novinhos gay de calcinhaConto gay camisinha cheiaconto com a minha irma nuasocando na vinha conto eroticoContos eroticos meti na buceta e meu amigo no rabao de minha esposacontos eróticos lua de melcontos eróticos de chantagem reais com fotoseu gordinha arregacada por um roludo contoscontos bi papai e mamaeEu confesso que tenho um filho travesti contos eroticos de incestoconto troca de casaissou casado e dei meu cu porno mamei tanto o peitinho q inchouconto pernas fechadasSentando no colo contosCegonhas com rola muito grande e bem grossa no pornô doidominha mãe arrombada contoscontos de mulher insatisfeita com maridocontos eroticos no escurocontos de uma coroa safadacontos eroticos gay mecanicocontos eroticod minha esposa deeu para o vizinho pausudaminha primeira traição na academia contos eróticostravesti pintudo aregasou a buceta da sua colefacontos Minha esposa rabuda provocando de shortinho contos swingamo ser puta dp contocontos 9 aninhos putinhacontos eroticos tio comendo sobrinhascontos eroticos senhora do quadril largofudi a bundinha da juju com minha rola grande contosno cuzinho adoro contos de evangelicaContos eroticos minha buceta mela muito minha calcinha quando me esitodedo de tio safado fudendo buceta de novinha pornodoidoaContos eroticos de pau na buceta e gozada dentrocontos clara minha putiacontos cuzinho adrianaContos eróticos meu pai com tezao CONTOSPORNO.nenémContos eroticos- meu pai me xingando no sexocontos er irmas vizinhaContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadora muito custo mas consegui comer o cu dela